Formandos do Curso de Ultrassom

FIDI forma mais uma turma no curso de aperfeiçoamento em ultrassonografia

Parte social se destaca na grade do curso, pois nas aulas práticas os alunos atendem pacientes da fila do SUS, sempre com supervisão médica; todo conteúdo conta com a chancela do CBR – Colégio Brasileiro de Radiologia

Após o sucesso no ano passado da formatura da primeira turma do curso de aperfeiçoamento em ultrassonografia, a FIDI – Fundação Instituto de Pesquisa e Estudo de Diagnóstico por Imagem acaba de formar a segunda turma. Neste ano, o processo seletivo para formar a quarta turma, contou com 17 inscritos que disputaram 4 vagas, por meio de provas e entrevistas. O curso é gratuito e tem duração de dois anos, mesclando aulas teóricas e práticas.

“A relação alunos por vaga vem aumentando consideravelmente o que mostra o interesse pelo curso, já que é reconhecido como uma pós-graduação em ultrassonografia e aborda diversos segmentos da área como ginecologia e obstetrícia, pediatria, urologia, pequenas partes, doppler vascular, mama, entre outros. Todos os exames são feitos com a supervisão do corpo docente. Estimamos que no ano passado foram realizados cerca de dois mil exames”, comenta o Dr. Harley De Nicola, gerente médico da FIDI e coordenador do curso.

Reconhecido pelo CBR – Colégio Brasileiro de Radiologia, um dos principais objetivos do curso é formar médicos especialistas dentro da Fundação para atuarem no atendimento à população nas unidades públicas de saúde onde a FIDI é responsável pela gestão do setor de imagens. É o caso de um dos destaques da turma, a aluna Vivian Sayuri Shinhe, que obteve excelente média na prova do CBR e foi contratada pela FIDI.

“Minha experiência foi muito gratificante. Uma rotina de muito aprendizado e amadurecimento profissional e pessoal. Valeu a pena, minhas expectativas foram superadas. E ter a chance de continuar na instituição, agora ajudando os novos aperfeiçoados, é uma oportunidade única, só tenho a agradecer”, comemora Vivian.

“Também tivemos nessa turma outro destaque, a publicação em uma revista do segmento de imagens de um artigo de revisão sobre Doppler no transplante hepático, feito pela aluna Andréa Tarraf”, acrescenta Dr. Harley.

Sobre a Fundação IDI

A Fundação Instituto de Pesquisa e Estudo de Diagnóstico por Imagem atua há mais de dez anos na saúde pública de São Paulo. Mantém convênio para operar a área de diagnóstico por imagem de diversos hospitais das Secretarias de Saúde do estado e município de São Paulo, estado de Goiás e prefeituras próximas à capital.

Possui mais de 2 mil funcionários e cerca de 500 médicos especialistas, que atendem em mais de 80 unidades hospitalares realizando cerca de 4,5 milhões de exames por ano. É a maior provedora de exames de diagnósticos por imagem do país, para a área pública.