05 de Fevereiro – Dia Nacional da Mamografia

Exame aumenta as chances de cura em casos de câncer

Detecção precoce pela mamografia é fundamental no combate a doença e possibilita que o tratamento seja menos agressivo; quanto mais cedo for feito o diagnostico, maiores as chances de cura.

Neste domingo, 5 de fevereiro, será celebrado o Dia Nacional da Mamografia. A data foi escolhida por ser dia de Santa Ágata considerada a padroeira dos mastologistas e também protetora contra as doenças da mama. Mas também é um momento de reflexão e conscientização sobre esse tipo de câncer, que representa 25% do total dos novos casos de câncer que acometem as mulheres, por ano.

No Brasil, o número anual estimado de novos casos de câncer de mama é de 58 mil, de acordo com informações do INCA – Instituto Nacional do Câncer, que aponta também que a mortalidade ainda é elevada, muito provavelmente, porque a doença ainda é diagnosticada tardiamente. Neste cenário, a FIDI, maior provedora de exames de diagnósticos por imagem do país para a área pública, alerta sobre a importância da mamografia no combate ao câncer de mama.

“Em qualquer tipo de doença a descoberta precoce é importante, e para o câncer é fundamental.  O câncer descoberto em suas fases iniciais pode ser tratado através de cirurgias menos agressivas, algumas vezes sem necessidade de quimioterapia, e tem maiores chances de cura”, explica a Dra. Flora Finguerman, radiologista da FIDI especializada em mama.

Mamografia

É indicada a partir dos 40 anos de idade como rastreamento. Mulheres com alto risco para câncer de mama podem iniciar em idades mais precoces. O exame é feito em aparelho periodicamente revisado e calibrado por físicos. A mamografia deve ser realizada com compressão das mamas. São realizadas duas radiografias de cada mama, e outras incidências complementares, caso necessário. Pode causar um leve desconforto, e, portanto, recomendamos que não seja realizada na fase pré-menstrual, quando as mamas estão mais sensíveis.

Em alguns casos, quando a mamografia detecta alguma alteração, pode ser necessário complementar com ultrassonografia das mamas e eventualmente biopsia.

Sobre a Fundação IDI

A Fundação Instituto de Pesquisa e Estudo de Diagnóstico por Imagem atua há mais de dez anos na saúde pública de São Paulo. Mantém convênio para operar a área de diagnóstico por imagem de diversos hospitais das Secretarias de Saúde do estado e município de São Paulo, estado de Goiás e prefeituras próximas à capital.

Possui mais de 2 mil funcionários e cerca de 500 médicos especialistas, que atendem em mais de 80 unidades hospitalares realizando cerca de 4,5 milhões de exames por ano. É a maior provedora de exames de diagnósticos por imagem do país, para a área pública.

Mais informações para imprensa:
Target Estratégia em Comunicação
Fone: (11) 3063-0477
Italo Genovesi – italo@targetsp.com.br