mão de um robô

Inteligência artificial em exames

Inteligência artificial revoluciona exames de imagens em hospitais de SP e Goiás.

Resultados quase imediatos aumentam a precisão e podem significar a diferença entre a vida e a morte.

A inteligência artificial está revolucionando os exames de imagens em hospitais de São Paulo e de Goiás. Resultados quase imediatos aumentam a precisão e podem significar a diferença entre a vida e a morte.

Motorista bate com o carro e, levado ao hospital, precisa passar por uma tomografia. Essa é a rotina no atendimento a acidentados. Rotineira também, infelizmente, é a espera pelo resultado. Os exames precisam ser analisados para se conhecer a extensão das lesões. Em vários hospitais, as imagens são enviadas para centrais que reúnem especialistas de todas as áreas.

Uma empresa emite laudos a distância para mais de 80 unidades de saúde de São Paulo e Goiás. Para as tomografias de crânio, os radiologistas contam com o auxílio de uma tecnologia trazida de Israel.

Na tela que um radiologista normalmente vê, ele precisa buscar, às vezes em centenas de imagens, as possíveis lesões para emitir um laudo, para que depois o hospital dê continuidade no tratamento. Agora, esse radiologista tem a ajuda do computador. A máquina indica as áreas potencialmente com problema. Elas são marcadas por setinhas que garantem agilidade no diagnóstico e um índice de acerto de até 90%.

O que o programa encontra precisa ser confirmado por um profissional e como são dezenas de exames na fila, o algoritmo emite um alerta de prioridade para aqueles em que uma lesão é detectada. Assim, o tempo de análise dos mais urgentes cai de até quatro horas para menos de 30 minutos.

Texto: Jornal Nacional

Leia a matéria completa aqui ou Assista ao vídeo

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *